Escola Promotora da Qualidade de Vida e Saúde

O desenvolvimento econômico e social e a melhora da qualidade de vida da comunidade ocorrem principalmente através dos investimentos que são destinados aos setores da educação e saúde.

O principal objetivo do “Programa Escola Promotora da Qualidade de Vida e Saúde da UNICAMP” é ajudar as escolas a desenvolverem ações e metodologias em promoção da saúde e da qualidade de vida dos estudantes, professores, funcionários, pais e comunidade do entorno. Este objetivo é alcançado através da implantação de políticas públicas que visem a capacitação e o “empoderamento ” da comunidade escolar assim como a realização de ações trans e intersetoriais na gestão pública.

Objetivos das Escolas Promotoras da Saúde

Colaborar com as escolas na promoção da saúde e da qualidade de vida dos estudantes, professores, funcionários, pais e comunidade através da:

  • estruturação de ambientes saudáveis para criar e melhorar a qualidade de vida na escola e nos locais onde ela está situada.
  • fortalecimento da colaboração entre os serviços de saúde e de educação visando a promoção integrada da saúde, alimentação, nutrição, lazer, atividade física e formação profissional.
  • educação para a saúde e o ensino de habilidades para a vida, visando aquisição de conhecimento sobre a adoção e manutenção de comportamentos e estilos de vida saudáveis.

Justificativas para a realização da promoção da saúde nas escolas

  • é através da aquisição da capacidade de questionar, de viver novas experiências, obter novos conhecimentos e se tornar um cidadão capaz, produtivo, participante e crítico é que se desenvolve o potencial de crescimento e prosperidade da comunidade. 
  • O desenvolvimento econômico e social, a prosperidade da comunidade, está diretamente relacionado com a educação e a saúde.
  • A participação integral da criança só é possível quando elas são saudáveis, atentas e emocionalmente seguras.
  • Taxas de escolarização das crianças de 7 a 14 anos de idade Brasil = 95,7%; Região Sudeste = 96,7% (IBGE,2000).
  • Local onde muitas pessoas aprendem e trabalham, cuidam e respeitam uns aos outros.
  • Local onde os estudantes e funcionários passam boa parte de seu tempo.
  • Local onde o impacto dos Programas de Saúde e Educação pode ser maior já que incide em indivíduos em estágios importantes da vida: infância e adolescência

Definição de Escolas Promotoras da Saúde

  • Baseia-se na definição multidimensional de Saúde.
  • Respeita as diferenças culturais locais e nacionais.
  • Parte do princípio que Saúde e Educação são direitos humanos fundamentais portanto com acesso garantido e em condições igualitárias para todos.
  • Conhece e aplica o Estatuto dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes.
  • Conhece os potenciais e as suas necessidades.
  • Usa todo o seu potencial naPromoção da Saúde em ações integradas e coordenadas

Aspectos Chaves de uma Escola Promotora da Saúde

  • Envolvimento e participação da comunidade
  • Construção de um ambiente físico e psicossocial saudável e seguro
  • Educação para a Saúde baseada no desenvolvimento das capacidades das crianças e de sua autonomia em melhorar a sua saúde e a da comunidade
  • Facilitação do acesso aos serviços de saúde
  • Políticas e práticas promotoras da saúde
  • Promoção da saúde da comunidade

Exemplos de Escolas Promotoras da Saúde em todo o mundo:

  • Austrália: distribuição de protetor solar e bonés para as crianças
  • Barbados: fazer educação para a saúde de forma integrada com as disciplinas de matemática, estudos sociais, e ciências.
  • China: Melhorar a luminosidade nas salas de aula.
  • Ilhas Fiji: Organizar campanhas de limpeza dos jardins e arredores da escola
  • Índia: Envolver os professores e alunos no acompanhamento do peso e da estatura das crianças.
  • Jamaica: Oferecimento de tratamento para verminose na escola.
  • Nova Guiné: Organização dos funcionários e estudantes para cavar fossas para banheiros nas ou próximo das escolas.
  • Paquistão: Oferecimento de um programa de saúde mental envolvendo os estudantes, familiares e comunidade.
  • Filipinas: Plantio de hortas e pomares para sustentar o programa de alimentação escolar.
  • Tanzânia: Estimular a participação dos pais na discussão das possibilidades de Promoção da Saúde na escola
  • Tailândia: Realizar campanhas de imunização nas escolas
  • Chile: Realização da estatística do estado nutricional dos escolares por professores capacitados.
  • Estados Unidos da América: Campanha Outubro 2002: É o mês da saúde da criança, para discutir durante todo o mês assuntos e práticas promotoras da saúde infantil.
  • Santos (SP): Diagnóstico nutricional para detecção de sobrepeso e obesidade/ diagnóstico de fatores sociais e risco cardiovascular em crianças de 7 a 10 anos de idade.

 

O Programa Escola Promotora da Qualidade de Vida e Saúde da UNICAMP 

Ações Previstas

  • capacitação e atualização de professores e profissionais da rede escolar municipal, em especial, aqueles que atuam em creches, na pré-escola e no ensino fundamental.
  • participação dos alunos, pais e avós em atividades educacionais visando a divulgação do conceito e a integração da comunidade.
  • desenvolvimento de habilidades para o cuidado com a saúde, prevenção de comportamentos de risco, boa alimentação e controle do peso corporal
  • avaliação de capacidades físicas e habilidades motoras das crianças relacionadas com o crescimento, desenvolvimento, postura corporal e aptidão física para a prática da atividade física, esportiva e recreacional
  • formação de banco de dados sobre a evolução dos progressos alcançados pelas crianças ao longo da vida e sua relação com a qualidade de vida e a saúde
  • orientação, acompanhamento e formatação de relatórios sobre a evolução de progressos das crianças em ação conjunta de pesquisadores e os professores da rede municipal
  • inclusão digital das escolas com a estruturação de salas informatizadas e acesso a metodologias de construção de conteúdos educacionais, práticas saudáveis, recreacionais, culturais e artísticas.
  • produção de material didático específico na forma de fascículos e cd para cada escola participante, professor e administrador capacitado, além da integração digital em site da web.
  • implementação de políticas abrangentes e integradoras, que envolvam a administração escolar, considerando os aspectos particulares de cada escola, diagnóstico de seus principais problemas e definição de estratégias de ação.

Estrutura Geral do Programa

  • avaliação da qualidade de vida, planejamento e implementação de ações e produção de relatórios sobre a evolução do programa. 
  • capacitação de administradores, professores, funcionários e familiares dos alunos.
  • formação de banco de dados sobre os progressos em qualidade de vida da comunidade envolvida com a escola.

Diagnóstico, Planejamento e Ações

  • fase de levantamento de dados sobre as principais políticas e programas desenvolvidos na comunidade com ênfase às condições do ambiente escolar, educação para a saúde, programas de nutrição, saúde dos escolares, saúde dos funcionários, envolvimento da família e da comunidade. 
  • fase de planejamento de ações necessárias para a solução de problemas com definição de metas e objetivos. 
  • definição das estratégias de ação para o aprimoramento das condições da comunidade, em especial da escola, visando à promoção da qualidade de vida e saúde.

Capacitação da Comunidade

É estruturada por Cursos de Extensão de 45 horas, vinculados à Escola de Extensão da UNICAMP, ministrados por docentes, doutorandos e mestrandos da UNICAMP. Ocorrem por meio de aulas expositivas e com a realização de atividades práticas. Sob o formato de realização presencial, avaliam o rendimento dos participantes (nota mínima 7,0) e exigem freqüência ao menos em 85% das aulas. Tem por objetivo a capacitação para a apropriação e disseminação de conteúdos e metodologias educativas e de investigação científica, formais e não-formais, dirigidas a estimular a manifestação de novas habilidades para o desenvolvimento humano, em especial, relacionado com a educação para a saúde, criação de ambientes saudáveis e oferecimento de serviços de saúde e alimentação saudável.

Cursos Disponíveis

  • saúde e qualidade de vida: conceitos e aplicações para a inclusão digital da comunidade
  • saúde e qualidade de vida: elementos sobre atividade física e o problema do sedentarismo
  • saúde e qualidade de vida: conceitos de atividade física e aplicações sobre o crescimento, desenvolvimento e postura corporal 
  • saúde e qualidade de vida: conceitos e aplicações para a boa alimentação e o controle do peso corporal
  • saúde e qualidade de vida: conceitos de atividade física e aplicações na terceira idade
  • saúde e qualidade de vida: conceitos de atividade física e aplicações sobre o diabetes, a hipertensão arterial e a obesidade